Voltar    
  VI ENCONTRO SOBRE MÍDIA,
EDUCAÇÃO E LEITURA
 

 

COORDENAÇÃO:
Maria Inês Ghilardi Lucena (PUC-Campinas)

Falar em mídia, pensar em mídia

Uma das características mais marcantes do mundo atual é a influência dos meios de comunicação de massa (mídia) na vida cotidiana. Há algum tempo, estamos debatendo sobre as relações entre a produção dos veículos midiáticos e a Educação e presenciando uma polêmica sobre os benefícios e os malefícios do poder da mídia. O assunto não se esgota; ao contrário, gera novos temas e tem novas implicações.

Nos últimos anos, houve uma mudança na situação educacional da sociedade: nos anos 1960, as crianças eram “educadas” pelos pais e pela escola; hoje, esse papel está distribuído entre a televisão (principalmente), os jornais, as revistas e a Internet. É, portanto, crescente a importância da mídia como instrumento de informação no cenário do país e como formadora de opinião. Se eliminarmos a idéia de que a educação deve se restringir à escola, quando, na verdade, está articulada com toda a sociedade como instrumento essencial na formação do indivíduo, os meios de comunicação poderão ser vistos como auxiliares na construção da cidadania. Para isso é necessária, por um lado, a conscientização dos profissionais da mídia de seu papel como agentes dos processos educativos em favor da população; por outro, a formação de educadores para dialogarem com a mídia e serem críticos dos veículos.

Ler o discurso da mídia é condição para a inserção do sujeito no mundo e na História de seu tempo. Ao ler, o indivíduo estabelece relações com o outro, com a sua comunidade, reafirma seus valores individuais e conhece os espaços e os valores sociais.

Considerando que esses meios evoluem e modificam-se rapidamente e, ao que parece, a escola nem tanto, nossa reflexão caminha no sentido de ajustar as relações entre as instituições de ensino e os modernos recursos midiáticos.

Alguns veículos de comunicação, muitas vezes, são alvo de muitos estudos e pesquisas, como a TV, o jornal e a Internet. Outros são menos discutidos, como o rádio, algumas revistas de circulação nacional e o cinema. Necessitamos, entretanto, de reflexões sobre todos os meios, dos mais simples aos mais sofisticados, e sobre como a mídia e a Educação podem se relacionar para que haja a interatividade necessária à constituição do sujeito, pois o eu só se constrói na relação com o outro.

Procuramos trazer para o debate as possibilidades de uso da mídia em prol da formação do cidadão, a diversidade de temas e de opiniões, bem como formas de leitura de tais meios, que têm trazido uma nova discursividade, uma nova linguagem que, é lógico, necessita de estudos e debates para que se possa conhecê-la e tirar proveito para o trabalho pedagógico.

Além de lugar de entretenimento, de transmissão de programas culturais e de informação sobre os fatos sociais, os grandes meios de comunicação de massa brasileiros têm se constituído em um espaço de divulgação científica, ajudando a compor uma nova cultura científica no país, inclusive integrando grupos de diferentes níveis sociais e econômicos, cuidando para que a forma de divulgação e a linguagem sejam acessíveis a diferentes camadas da população. Uma série de temas socialmente relevantes tem sido explorada pelos meios midiáticos. É claro que não só de aspectos positivos alimentam-se tais meios. É necessária a visão crítica do leitor, que analise aspectos legais e éticos até mesmo na divulgação científica. Mais ainda nos demais tipos de programação.

Os meios de comunicação são competitivos entre si e isso deve(ria) fazer aumentar sua qualidade, desde que a visão de mercado que os move não se sobreponha às exigências da opinião pública de formação crítica e consciente. A mídia informativa e crítica deve ser capaz de aparelhar minimamente cidadãos interessados para tomar parte em debates nacionais de grande importância – político, econômico, científico, social e cultural.

O binômio comunicação/educação tem um potencial transformador da sociedade. A mídia sozinha não muda o comportamento das pessoas, pois ao lado dela existem outros mecanismos e agências socializadoras como a família, a Igreja, o grupo profissional, a comunidade e a escola; assim, é imprescindível conhecer com profundidade os vários meios de comunicação para que se possa criticá-los e usufruir de seus benefícios. A Educação deve mostrar o caminho para isso.

Estudar os veículos midiáticos e propor novos modos de lê-los é o grande desafio para os educadores e para a escola, que continuará seu papel de investir na construção do saber, não se omitindo de participar dos acontecimentos ao seu redor.

Esperamos, neste VI Encontro sobre Mídia, Educação e Leitura, incentivar trabalhos e propostas de pesquisa que propiciem a reflexão dos envolvidos com a educação e gerar, então, mudanças de atitude que contribuam para o pleno exercício da cidadania. Enquanto houver este espaço, vamos continuar a falar em mídia, pensar em mídia.

VI Encontro sobre Mídia, Educação e Leituras

A COMPREENSÃO DO CONTEÚDO DE UM COMERCIAL TELEVISIVO NA INFÂNCIA
Ester Cecília Fernandes Baptistella - Universidade São Francisco

A ESCOLARIZAÇÃO DO TEXTO JORNALÍSTICO: POSSIBILIDADES DE INTERLOCUÇÃO NA LEITURA-BUSCA DE INFORMAÇÕES
Liliana Mendes - Faculdade Metodista Granbery/ FAMEG - Instituto Superior de Educação de Santos Dumont/ ISESD

• A IDENTIDADE DO JORNALISTA

Jauranice Rodrigues Cavalcanti - PG – IEL/UNICAMP

A IMAGEM E A ESCRITA: EVOLUÇÃO E RECEPÇÃO
Dulce Adélia Adorno-Silva - Pontifícia Universidade Católica de Campinas – Puc-Campinas -Centro de Linguagem e Comunicação

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA DE ANÚNCIOS PUBLICITÁRIOS E A CONSTRUÇÃO DE SIGNIFICADOS
Silvana Aparecida Pinter Chaves - Mestranda do Curso de Educação na Universidade Estadual Paulista - Rio Claro

A LEITURA CRÍTICA DE TELEJORNAIS COMO INSTRUMENTO DE CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA
Ivete Cardoso do Carmo Roldão - Pontifícia Universidade Católica de Campinas

A LEITURA DE MUNDO NA VOZ DE UM VIDEOCLIPE (PROJETO LEIA ESTA CANÇÃO)
Sergio Marcos Rodrigues da Silva
Mara Kitamura - Universidade de Sorocaba – UNISO
Fábio Luís Pereira - Universidade de Sorocaba – UNISO


A MÁ EDUCAÇÃO E O CORPO QUEER EM CAIO FERNANDO ABREU
Antonio Eduardo de Oliveira (UFRN)

A MÍDIA NA AULA DE L E: A LEITURA E A CONSTRUÇÃO DO REAL
Vera Lúcia Crepadi Pereira

A MÍDIA, A ESFERA PÚBLICA E A REFORMA PROTESTANTE NO SÉCULO XVI
Fernando Henrique Cavalcante de Oliveira

A NOTÍCIA COMO FONTE DE EDUCAÇÃO
Vania Ribeiro - Centro de Multimeios e Tecnologia Educacional

A PARTICIPAÇÃO ENCENADA: O DEBATE SOBRE ÉTICA DA CIÊNCIA E BIOÉTICA NAS REVISTAS GALILEU E SUPERINTERESSANTE EM 2001
Valéria Trigueiro Santos Adinolfi - Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP

A REVISTA E AS IMAGENS DO BRASILEIRO: AS CAPAS DAS REVISTAS SEMANAIS DE INFORMAÇÃO QUE CONSTROEM A IMAGEM E O JEITO DE SER DO “BRASILEIRO”
Cecília Helena Toledo Vieira - Faculdade de Jornalismo – Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas)

A TELEVISÃO, A ESCOLA E A SOCIEDADE DO ESPETÁCULO
Maria Cecilia Leite Massari - Universidade de Sorocaba – UNISO - Programa de Pós-Graduação –Mestrado em Educação - São Paulo/SP
Eliete Jussara nogueira - Orientadora

AMBIENTE DIGITAL COMO DISPOSITIVO DE AUTO-NARRATIVAS E LEITURA
Nize Maria Campos Pellanda - Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC

ANÁLISE DO DISCURSO NA DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA – UM CASO DE QUÍMICA
Paula Porto Brotero - Mestranda – Interunidades em Ensino de Ciências (Química) da Universidade de São Paulo (USP)

APROXIMANDO A ESCOLA DA COMUNIDADE LOCAL ATRAVÉS DA ELABORAÇÃO DE UM JORNAL
Flávia de Barros Ferreira Leão – CEMEI Alexandre Sartori Faria

ARISTÓTELES PARA CRIANÇAS: WALT DISNEY E A POÉTICA DOS DESENHOS ANIMADOS
Sandra Luna - Universidade Federal da Paraíba - UFPB

AS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS E AS TÉCNICAS ARTÍSTICAS
Alexandre Valença Alves Barbosa - Bacharel em Comunicação Social – UNISANTOS
Mestrando em Comunicação e Cultura – ECA/USP - Ilustrador e Chargista

AS QUESTÕES SOCIAIS NO GOVERNO LULA: UMA ANÁLISE CONTRASTIVA DOS DISCURSOS DO JORNAL NACIONAL E DO JORNAL DA RECORD
Cristiane Maria Megid - IEL/Unicamp

AVALIAÇÃO E PROPAGANDA
Marcos Vogel - Universidade De São Paulo - USP- Iterunidades em Ensino de Ciências Instituto de Química.

BRASIL ORDEM! BRASIL PROGRESSO! BRASIL ALFABETIZADO! MITOS DA ALFABETIZAÇÃO
Cassiano Vacca (UCS/NUPRA)
Cleusa Cestonaro (UCS/NUPRA)
Milena Dagnese Morassi, (UCS/NUPRA)
Raquel Ghelere (UCS/NUPRA)
Sônia Matos (UCS/NUPRA)

CIDADE DOS HOMENS - CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE E ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA NA TV
Denise Tavares da Silva - Pontifícia Universidade Católica de Campinas / PUC-Campinas

CIÊNCIA NA ESCOLA E CIÊNCIA NA MÍDIA: “ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA” X INFORMAÇÃO CIENTÍFICA
Marcia Reami Pechula - UNESP/RIO CLARO

CONTADORES DE HISTÓRIAS: A HORA DO ARREPIO, UMA PROPOSTA DE LETRAMENTO COM CRIANÇAS COM HISTÓRICO DE FRACASSO ESCOLAR
Elisa Nacif Diniz
Silvana Capobiango

CULTURA MIDIÁTICA E IN(FORMAÇÃO)
Níncia Cecília Ribas Borges Teixeira –Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)

CULTURA VISUAL. ESTUDOS DE SEMIÓTICA E ANTROPOLOGIA
Marcos Rizolli - Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas
Universidade Presbiteriana Mackenzie


DA BIBLIOTECA À TV DIGITAL INTERATIVA CONVERGÊNCIA ENTRE MÍDIAS NO ESPAÇO EDUCACIONAL
Gildenir Carolino Santos - UNICAMP – Faculdade de Educação - Laboratório de Novas Tecnologias Aplicadas à Educação

DA CULTURA DA ORALIDADE À CULTURA DA IMAGEM: UM ESTUDO SOBRE AS MUDANÇAS NO PARADIGMA DO CONHECIMENTO
Andréia Cristina Attanazio Silva - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

DE PEITO ABERTO: UMA FORMA DE LER OS FENÔMENOS DA LINGUAGEM, SE VOCÊ TEM PEITO
Maria José Leotti Doutoranda em Lingüística pela UFPE e professora no UniCEUB

DE QUE FORMA A QUESTÃO AMBIENTAL ESTÁ PRESENTE NA MÍDIA: UMA ANÁLISE DO DISCURSO DE UMA MATÉRIA IMPRESSA
HARLEI ALBERTO FLORENTINO (FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA USP / FEUSP)
VALDIR BARZOTTO (FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA USP / FEUSP)

DIA INTERNACIONAL DA CRIANÇA NA MÍDIA: CRIANÇAS DE EDUCAÇÃO INFANTIL NO RÁDIO
Cláudia Lúcia Trevisan - Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas
Secretaria Municipal de Educação de Campinas – Departamento Pedagógico

DISCURSO JORNALÍSTICO ACERCA DA INCLUSÃO ESCOLAR: UMA ANÁLISE POSSÍVEL
Cláudia Alaminos - Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP)

EDUCAÇÃO E PROPAGANDA: VÍNCULOS INSTITUCIONAIS EM PROGRAMA EDUCATIVO DE UMA EMPRESA
Eneida Fátima Marques

EFEITOS DE SUBJETIVIDADE NO DISCURSO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA: O PAPEL DOS VERBOS NO DISCURSO RELATADO
Silvia Regina Nunes – Universidade Estadual de Maringá - PR (UEM)

ENSINO MÉDIO EM REDE
Maria Aparecida Muccilo - DiretoriadDe Ensino Região Campinas Leste - DELESTE

ENTRE A FICÇÃO E A REALIDADE: A UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA AUDIOVISUAL DESCONSTRUINDO AS “VERDADES” DA TV
Josias Pereira (Mestrando/UNIRIO)
Gisele Cardoso (Mestranda/NUTES/UFRJ)
Guaracira Gouvêa (Orientadora/UNIRIO e NUTES/UFRJ)

ENTRE IMAGENS E PALAVRAS: A CONTRIBUIÇÃO DA LITERATURA INFANTIL E DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS PARA A EDUCAÇÃO DO LEITOR
Marly Amarilha – Educação - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

ENTRE O OLHO E O ESPÍRITO: COMO AS FOTOGRAFIAS SÃO LIDAS
Magali Alonso de Lima

FORMAÇÃO DO EDUCADOR PARA A TV DIGITAL INTERATIVA
Karla Isabel de Souza - Lantec- FE- Unicamp

FRANKLIN CASCAES, UMA HISTÓRIA DE VIDA RECONTADA EM SUA ARTE
Mariana Zloti Frazzi - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC);
Carolina Lepletier Teixeira - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC);
Eliane Santana Dias Debus - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL)

HERÓIS EM AÇÃO: UMA LEITURA MULTIDISCIPLINAR
Ana Lúcia Furquim de Campos - PG/UNESP/AraraquaraUNIFRAN/UNI-FACEF/Franca/ SP
Cacilda Comássio Lima-PG/UNESP- Franca/ISEP/UNIESP São Sebastião do Paraíso/ MG
Maria Madalena Gracioli (PG – UNESP – Araraquara/ FESP/UEMG – Passos – MG/ FFCL - Ituverava – SP)


HOJE NÃO FAZ A LIÇÃO, AMANHÃ COMPRA NA NET: ENSAIO PARA UMA ANÁLISE DO DISCURSO
Kátia Pupo - Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo – FEUSP

HUNOS DA NOVA ESPÉCIE UM CASO “BÁRBARO” DE AGENDAMENTO
Cid Augusto da Escóssia Rosado - Base de pesquisa Comunicação, Cultura e Mídia/ Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN

INDIVIDUAÇÃO E LINGUAGEM EM EDGAR VARÈSE: PENSANDO NUMA EDUCAÇÃO MENOR
André Pietsch Lima (Faculdade de Educação – UFRGS)

JORNAL EM SALA DE AULA: UMA POSSIBILIDADE DE INOVAÇÃO
Rebeca Maria Paroli - Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC-Campinas
Informação, conhecimento e leitura

JORNAL ESCOLAR NA PERSPECTIVA DA MEDIAÇÃO DIALÉTICA: UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR
Letícia de Fátima Pereira - UNESP/IBILCE – São José do Rio Preto
Lilian Kelly Caldas - UNESP/IBILCE – São José do Rio Preto
Maria Eliza Brefere Arnoni - Orientadora

JORNALISMO, FEMINISMO E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: AVALIAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DA GRANDE IMPRENSA E DOS SITES FEMINISTAS
Alice Mitika Koshiyama – ECA/USP (Universidade de São Paulo – Escola de Comunicações E Artes – Departamento de Jornalismo e Editoração)

LEITURAS CRÍTICAS DA LINGUAGEM DO CINEMA - PROJETO SALVE O CINEMA
Taiza Mara Rauen Moraes - Universidade Da Região de Joinville -UNIVILLE

LEITURAS DO JORNAL NACIONAL
Mariana Brasil Ramos - Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica e Professora substituta do Depto. de Metodologia de Ensino da Universidade Federal de Santa Catarina

LENDO CORDÉIS, RELENDO O MUNDO: A MÍDIA ALTERNATIVA NA CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA
Adriano Lopes Gomes - Universidade Federal do Rio Grande do Norte

LETRAMENTO EM MULTIMÍDIA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES
Irani Marchiori. Faculdades Integradas Metropolitanas de Campinas – METROCAMP, Faculdade Municipal Prof. Franco Montoro;
Maria Lúcia F. Fagundes Faculdades Integradas Metropolitanas de Campinas – METROCAMP

LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL NO TEXTO PUBLICITÁRIO: CONSTRUÇÃO DA REFERENCIAÇÃO E PRODUÇÃO DE SENTIDO
Anneliese Maria Bento de Carvalho - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

NAS MALHAS (DA) AÇÃO - AS LENTES DA TV ENSINANDO REPRESENTAÇÕES SOBRE A ADOLESCÊNCIA
Simone Olsiesky dos Santos - Universidade Federal do Rio Grande Do Sul - UFRGS

O ALUNO EM EAD - DIFERENTES MÍDIAS E DIFERENTES LEITURAS - UMA EXPERIÊNCIA NA UNIRIO
Marcella Suarez Di Santo (bolsista IC/UNIRIO);
Guaracira Gouvêa - orientadora;- Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

O CINEMA E AS AULAS DE E/LE: DESMISTIFICAÇÃO DA MÍDIA E ELEMENTO MOTIVADOR
Camila Chaves Cardoso - Centro de Estudos de Línguas- E.E. Dom Jayme de Barros Câmara-C. E. L

O DISCURSO JORNALÍSTICO E A QUESTÃO DA HETEROGENEIDADE
Lucília Maria Sousa Romão - Profa Dra da Faculdade dede Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

O DISCURSO SOBRE A LEITURA E O LEITOR NA MÍDIA ESCRITA BRASILEIRA
Gilberto de Castro - Universidade Federal do Paraná (UFPR)

O DISCURSO SOBRE A LEITURA E O LEITOR NA REVISTA VEJA NO PERÍODO DE 1986 A 2000
Solange Rosa Carneiro Leão - Universidade Federal do Paraná – UFPR

O DISCURSO SOBRE A LEITURA E O LEITOR NA REVISTA VEJA NO PERÍODO DE 1970 A 1984
Soemis Chagas Lima - Universidade Federal do Paraná (UFPR)

O DISCURSO SOBRE A LEITURA E O LEITOR NO JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO NO PERÍODO DE 1986 A 2000
Érica Rodrigues - Universidade Federal do Paraná – UFPR

O DISCURSO SOBRE A LEITURA E O LEITOR NO JORNAL GAZETA DO POVO NO PERÍODO DE 1970 A 1985
Luiz Augusto Ely - Universidade Federal do Paraná (UFPR)

O ENSINO DA LÍNGUA MATERNA E A CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: REFLEXÕES SOBRE AS PRÁTICAS DE PRODUÇÃO TEXTUAL
Ivanize Ribeiro de Souza

O FENÔMENO HARRY POTTER: LITERATURA OU QUESTÃO DE MERCADO?
Marta Catarina Louro de Castro Valente - Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA)

O JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO: A REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DE SI MESMO POR MEIO DE SEUS ANÚNCIOS PUBLICITÁRIOS
Solange Moraes Barreto Borges - Oficina da Palavra - 2004

• O KRÓ E A FORMAÇÃO DO LEITOR EM CALDAS NOVAS
Kênia Rodrigues - Faculdade Federal de Goiás – UFG

O MASCULINO NA MÍDIA IMPRESSA
Karina Maria Dezotti

O METROSSEXUAL - UM HOMEM DO TERCEIRO TIPO
Flailda Brito Garboggini

O PODER DA LINGUAGEM NO DISCURSO MIDIÁTICO
Marilene da Silva
Iving Seixas
Andréa Rita Gomes Lapa
Giselle Coutinho
Jacson Carvalho
Josyane Monteiro.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

O PROGRAMA DE LEITURA: O JORNAL COMO FERRAMENTA DIDÁTICA
Nádia Lúcia Nardi – Professora da Universidade do Contestado – UnC

O QUE HÁ DE IMPLÍCITO NO DISCURSO DE SEU CREYSSON
Jocélia Batista da Rosa - Universidade Federal de Pelotas – UFPel

O SILENCIAMENTO NA CONSTRUÇÃO DE SENTIDOS: UMA ANÁLISE DE TEXTOS JORNALÍSTICOS DURANTE A SEGUNDA GUERRA MUNDIA
Carmem Daniella Spínola da Hora Avelino - Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Adriano Lopes Gomes (orientador)

O USO DOS QUADRINHOS EM AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA
Paulo Ramos (PG-USP/UMESP)

OS PROCESSOS DE NOMEAÇÕES PARA O SUJEITO IDOSO CONTEMPORÂNEO
Geralda Maria de Carvalho Zaidan - Universidade Estadual de Campinas (ILE)

PERSONAGENS E NARRATIVA: DOIS ELEMENTOS ENTRELAÇADOS EM L’ARMATA BRANCALEONE
João André Brito Garboggini - Docente do Centro de Linguagem e Comunicação da PUC-Campinas

POR TRÁS DOS CADERNOS: ANÁLISE SEMIÓTICA DO DISCURSO UTILIZADO EM MALHAÇÃO
Michelle Regina Alexandre Cabral - mestranda Em Semiótica, Tecnologias de Informação e Educação na Universidade Braz Cubas, SP

PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO COM AS MÍDIAS: A UTILIZAÇÃO DOS DISPOSITIVOS DE COMUNICAÇÃO E FORMAÇÃO
Mariana Cristina de Almeida Vieira LANTEC-FE-Unicamp

PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA TV DIGITAL INTERATIVA - UMA EXPERIÊNCIA PRÁTICA
Robeni Batista da Costa;
Gleuza Morello;
Maria Rosária de Souza;
Sílvia Helena Moro Ribeiro de Freitas - Escola Municipal Dulce Bento Nascimento;
Helena Ribeiro Nunes - Escola Estadual Roque de Magalhães Barros; Cristiane Degrecci Turrini(FE- Unicamp);
Elaine Messias Gomes(FE- Unicamp)

QUEM LÊ JORNAL SABE MAIS (?) INVESTIGANDO A LEITURA NOS PROGRAMAS DE JORNAL E EDUCAÇÃO
Kátia Zanvettor Ferreira - Universidade Federal Fluminense (UFF)

RÁDIO AGENTE – EDUCOMUNICAÇÃO, TRABALHO E CIDADANIA
Caroline Silveira, Luciano Catarino - Universidade Metodista de São Paulo – Umesp
Michelle Ferrari - Universidade Metodista de São Paulo – Umesp
Nathália Rosa - Universidade Metodista de São Paulo – Umesp
Prof. Cal Francisco - Orientador

RÁDIO POSTE UNIÃO: UMA EXPERIÊNCIA COM MÍDIA ALTERNATIVA NO PROCESSO EDUCATIVO NA PERIFERIA DE MACEIÓ
Antonio Francisco Ribeiro de Freitas - Universidade Federal de Alagoas – UFAL

RECEPÇÃO EM FOCO: O PROCESSO DE LEITURA DE JORNAIS DIÁRIOS
Simone Cecília Pelegrini da Silva - PUC-Campinas

RECURSOS DIDÁTICOS EXTRAÍDOS DAS MÍDIAS
Jaqueline Aguiar Angeloni - Escola Americana de Campinas – EAC

REFLEXÕES A RESPEITO DA LEITURA COMPETENTE DOS BLOGS
Amarildo Pinheiro Magalhães - Universidade Estadual de Maringá (UEM)

REPRESENTAÇÃO DO FEMININO NA MÍDIA IMPRESSA: PROCESSOS DE REFERENCIAÇÃO
Fernanda Beatriz C Morais (PUC-CAMPINAS, Faculdade de Letras, Bolsista de Iniciação Científica PIBIC/CNPQ).

SANTO FORTE DE EDUARDO COUTINHO E PROVOCAÇÕES DA TV CULTURA: ALGUMAS IMPRESSÕES
Giovana Scareli - Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP - Faculdade de Educação e Ciências Gerenciais – UNOPEC

SOCIEDADE, MÍDIA E LITERATURA: O INÍCIO DE UM DIÁLOGO
Bruno Ricardo Pinas - Instituição: Fundação Educacional do Município de Assis – FEMA

TELEJORNALISMO: A ARTE DE INFORMAR, UMA ANÁLISE SOBRE A FORMAÇÃO PROFISSIONAL
José Raul Araújo - Universidade de Sorocaba- UNISO

TÍTULO DO TRABALHO: “LEITURAS POSSÍVEIS – MODA, MÍDIA, COMPORTAMENTO: RELAÇÕES DE LINGUAGENS”
Carlos Pellegrino – Faculdade Tecnológica Uirapuru (FATU) /Sorocaba
Eneida Maria Molfi Goya – Doutoranda da Faculdade de Educação/Universidade de Campinas (UNICAMP)


TV DIGITAL INTERATIVA E EDUCAÇÃO
Sergio Ferreira doi Amaral - Lantec-FE-UNICAMP

UMA ANÁLISE DO DISCURSO POLÍTICO-EDUCACIONAL: DO OPORTUNISMO INSTITUCIONAL À OPACIDADE DA AUTORIA
Uirá Fernandes - FEUSP

WWW.FUNDAMENTOSDALINGUAGEM.UERJ/BATE_PAPO
Angela Sobreira dos Santos Cêa - Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ
Cláudio Antônio Rodrigues – UERJ
Daniele Câmara da Silva – UERJ
Demétrius Dias da Silva – UERJ
Glayce de Souza Costa – UERJ
José Xavier Filho - - UERJ
Luciana Alves da Silva – UERJ

 
Voltar